quinta-feira, 29 de outubro de 2015

A Açorda Alentejana simples, quentinha,e bem temperada,like love's supposed to be :-)








Um prato que traz com ele recordações de "um" Alentejo,e que relembra em cada colher que a maior riqueza está nas coisas simples,quando preparadas com carinho e regadas com um Azeite puro e verdadeiro a que também chamamos AMOR!

O que precisas?
- Bacalhau
- Pão Alentejano
- Ovos
- Coentros
- Alhos
- Sal
- Azeite
-Vinagre de vinho branco

E agora?
Cozes o bacalhau, desfias e reservas.
Picas os coentros e os alhos para dentro do tacho onde já deves ter o azeite
Depois de uns segundinhos ao lume ,juntas a água da cozedura ;-)
Ah,o sal ,o sal paizinho!
Deixa agora que a água começe a ferver, Juntas o vinagre e escalfas os ovinhos.Hum,que bem que cheira!Nhamiiiii :-D
No prato que vais levar á mesa colocas as fatias de
pão alentejano,as lascas do bacalhau e por fim o caldinho.

Serve de imediato assim quentinho,like love's supposed to be ;-)




A pensar num "desporto" para o próximo fim-de-semana !!



Dad will ride so much !!
☆♡☆

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

A COISA MAIS DOCE DO MUNDO È O MEU PAI!!

Muito pouco sabe de temperos quem acha que o mel,o açucar amarelo e o chocolate branco são as "coisas" mais doces do mundo!! :-D

A COISA MAIS DOCE DO MUNDO È O MEU PAI!!




Ass. Os filhos do paizinho <3  <3

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Quem resiste a um animal divertido feito de fruta?





10 coisas que te quero ensinar,minha filha :-)

Nem sei bem por onde começar, filha. Há muitas coisas que te quero mostrar e tantas outras que te quero ensinar. Gostava de poder preparar-te para tudo, mas não posso. E a verdade é que a vida, cheia de surpresas, perderia o encanto.

Mas há 10 coisas que te quero ensinar:

  • És capaz. Mesmo que te digam que não serás. Só tu poderás provar isso. Um dia um professor do 9º. ano disse-me que eu não poderia nunca ser jornalista porque era gaga. Provei (a mim mesma, estou a marimbar-me para ele) que sou capaz. Basta fazer por isso. 
  • Há pessoas parvas. Há quem goste de fazer mal, de dizer mal, só porque isso lhe dá mais gozo ou porque não conhece outra forma. É passar ao lado, afastarmo-nos ou simplesmente rirmo-nos disso. Não alimentar. Ou então, faz como eu, filha, que raramente me apercebo que elas existem, porque não as procuro e até me esqueço que as há. A ingenuidade às vezes ajuda: torna-as invisíveis e só elas bebem o veneno. 
  • Não te leves demasiado a sério. Não há pachorra para pessoas que têm os ombros sempre em tensão, que fervem em pouca água, que se alteram por dá cá aquela palha e que não têm um pingo de sentido de humor. Podes ser a primeira pessoa a gozar contigo e isso não significa pouca auto-estima, muito pelo contrário, significa que és confiante de tal forma que te dás ao luxo de poder errar.
  • És bonita. Nem sempre irás concordar, nem sempre vais gostar do que vês ao espelho, mas se souberes que o és, mesmo que não o estejas, vais contornar o reflexo. Não faças como eu que uma vez chamei "assassina" à minha mãe porque ela me ofereceu uns calções, tinha eu uns 14 anos e dezenas de complexos em cima por ser "gorda". Do que é que isso me serviu? De nada. És bonita como és e ninguém to poderá negar. Nem tu, que eu não deixo. Nunca.
  • É normal chorar. Ouviste-me chorar quando estavas ainda na minha barriga? Perdi o meu tio querido inesperadamente e chorei, chorei muito. Comigo funciona como catarse, liberta-me dos pesos e da garganta apertada. Não resolve nada, mas ajuda-me. Chora as vezes que for preciso. Mas não percas muito tempo nisso sozinha, pede-me ajuda, não há nada que um colo morno não amenize.
  • Não escrevas "hades" nem "fizes-te". Ninguém é melhor do que ninguém por escrever bem, mas não dar erros não custa assim tanto e demora o mesmo tempo. Para isso, aplica-te nas aulas, erra muito, mas aprende. Não te recrimines, mas sê exigente e esforçada pela vida fora. Em tudo. Vais ver que compensa, mais tarde ou mais cedo
  • Brinca muito. A vida toda. Ver o mundo de forma pueril e divertida faz bem à alma. Canta, dança, suja-te, diz disparates, faz um strip ao teu namorado (mas só com uns 40 anos, antes não te dou permissão), não tenhas vergonha. Diverte-te, brinca, ri-te alto, bem alto.
  • Ama. Ama muito, de coração cheio. Confia, entrega-te, desilude-te e volta a amar. Não há amores para vida, apesar de todos eles o serem. Todos eles te constroem, te acrescentam algo, mesmo que alguns só pareçam uma conta de subtracção.
  • Muda. As vezes que forem precisas. Muda de casa, de trabalho, de opinião. Só assim se cresce, só assim se aprende. Não há nada mais digno do que humildemente recuar. Recuar para depois avançar, sem medo.
  • Vai. Mesmo que isso me possa custar, vai, filha. Vai, vai viver, vai ser. Viaja, parte, recomeça. Aventura-te, arrisca, sê corajosa. No meu coração a palavra "regresso" vai estar gravada, mesmo que dele nunca partas.
















Joana Paixão Brás

Ovo estrelado á pinóquio :-)


O que precisas?
1 lata de leite condensado
1 medida e meia da mesma lata de leite
1 iogurte de pêssego
1/2 xícara de amido de milho
1 lata de pêssegos em calda


E agora?
Numa panela, misturas os ingredientes todos, menos o pêssego.
(Dissolves o amido num pouquinho de leite antes ;-) )
Levas ao lume brando, mexendo sem parar, até engrossar. Deixas cozinhar por mais uns 4 minutinhos e despejas ainda quente nos pratos de servir, formando a “clara do ovo” com uma colher.
Colocas uma metade de pêssego em calda sobre cada “ovo”.
Se os pêssegos forem muito grandes, então tens que cortar de modo a ficar "uma gema de verdade":-P
Depois de arrefecer podes servir.

P.S. Aproveita para mostrar aos miudos que a honestidade é muito importante,paizinho!
Só tens ,portanto, 2 breves segundos depois do "ovo estrelado" estar na mesa ,para contar a verdade,ok??




segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Carta de uma criança para os pais (para reler de vez em quando :-) )


Não me estraguem com bens materiais. Eu sei muito bem que não vou ter tudo aquilo que pedir. Estou apenas a testar-vos.
Sejam firmes comigo,sem medos. Eu prefiro, faz-me sentir segura.
Não me deixem criar maus hábitos. Eu tenho que confiar em vocês para os detetar atempadamente.
Não me façam sentir mais pequeno do que realmente sou. Isso só me faz comportar de forma “estupidamente crescido”.
Se for possível, não me corrijam em frente às outras pessoas. Vou prestar muito mais atenção se falarem comigo calmamente e em privado.
Não me façam sentir que os meus erros são pecados. Isso perturba o meu sentido de valores.
Não me tentem proteger das consequências. Às vezes preciso de aprender de uma forma um pouco mais dolorosa.
Não fiquem muito chateados quando eu digo "odeio-te". Não são vocês que eu odeio, mas sim, o vosso poder de me frustrar.
Não deem grande importância às minhas pequenas queixinhas. Por vezes, elas simplesmente ajudam-me a conseguir a atenção de que preciso.
Não sejam chatos. Se forem, vou ter de me proteger, fingindo que sou surdo.
Não se esqueçam que eu não consigo explicar-me tão bem como gostaria. É por isso que nem sempre sou preciso naquilo que comunico.
Não me ignorem quando eu faço perguntas. Se fizerem isso, vão ver que eu vou parar de as fazer e vou procurar a minha informação noutro lugar.
Não sejam inconsistentes. Isso confunde-me e faz-me perder a fé em vocês.
Não me digam que os meus medos são ridículos. Para mim, são terrivelmente reais e vocês podem fazer muito para me tranquilizar, se tentarem percebê-los.
Nunca digam ou sugiram que são perfeitos ou infalíveis. Isso irá chocar-me muito quando eu descobrir que não são.
Nunca pensem que está abaixo da vossa dignidade pedir-me desculpas. Um pedido de desculpas sincero vai-me fazer sentir muito mais próximo de vocês.
Não se esqueçam que eu adoro fazer experiências. Eu não posso viver sem elas, por isso, façam-me essa vontade.
Não se esqueçam o quão rápido eu estou a crescer. Eu sei que deve ser muito difícil acompanharem o meu ritmo mas, por favor, tentem.
Não se esqueçam que eu não consigo crescer e progredir sem muito amor e compreensão, mas eu não preciso de vos dizer isso, pois não?
Por favor, mantenham-se saudáveis e em forma. Eu preciso de vocês.

Fonte: The Message International, Junho 1991

Mala de LEGO para pequenos viajantes

Encontrámos a ideia aqui (Mama. Papa. Bubba. Blog) e adorámosssssss! Ajudas paizinho??
http://mamapapabubba.com/2014/06/11/portable-lego-kit-for-little-travellers/

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

E a semana tem que começar sempre assim!!

Bem vivida ... Com o lado esquerdo do peito "recheado" de doçura, e com a barriguinha "cheia " de coisas boas !!! Oieeeee!!

E como fazemos o arroz para o Sushi, paizinho ?












Atenção pessoal cá de casa !!O paizinho decidiu fazer sushi!!

WEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!
E por onde começamos?? 
Pelo arroz,claro!!! Sendo assim , vamos "pedir concelhos"! 
Escutem: 

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Bolo de iogurte e Nutella


O que precisas?
1 iogurte natural
3 ovos
1copo (do iogurte) de açúcar
1 copo (do iogurte) de chocolate em pó
3 copos (do iogurte) de farinha
1 colher de sopa de fermento
350 g de nutella para rechear e cobrir
1 copo(do iogurte) de óleo

Segue a receita que "pedimos emprestada":
Misture os ovos e o iogurte
Acrescente o óleo e o açúcar e misture bem
Coloque o chocolate e a farinha aos poucos, misturando,e por último misture o fermento.
Coloque em forma untada e enfarinhada e leve a forno preaquecido, a 180 graus, por 40 minutos
Corte o bolo ao meio e recheie com nutella. Coloque a outra parte do bolo e cubra com o resto da nutella

BOM PROVEITO.....!!!

Fonte : Receitas Nota 10

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Outubro! Que doce sejas!



Que Outubro venha com bons temperos, que me traga mel  e sal, pimentas e coentros, e que não me deixe passar sem chocolate , 
por favor!! :-D